Americana investiga 6 casos de morte por febre maculosa

0
23

A vigilância epidemiológica está investigando seis óbitos de um total de nove casos suspeitos de febre maculosa, ocorridas recentemente em Americana.

Além da febre como sintoma principal, a maioria apresentou vômito, dores abdominais e musculares, náuseas, erupções cutâneas (vermelhidão pelo corpo) e, em alguns casos, icterícia (pele de aspecto amarelada).

A vigilância epidemiológica informou que o serviço de infectologia do Hospital Municipal realizou coleta de material dos pacientes para sorologia, indicando como suspeita principal a febre maculosa, mas que também serão realizados exames sorológicos para doenças como dengue, febre amarela e leptospirose.








O material foi enviado ao Instituto Adolfo Lutz, que leva em torno de 20 dias para emitir o resultado da análise.

De acordo com o PVCE, Americana apresenta as seguintes áreas classificadas de risco para a febre maculosa:

  • Área da Carioba (pesqueiros do Rio Piracicaba, próximos ao Parque Têxtil da Rua Carioba).
  • Área da Casa de Cultura Herman Müller (mata ciliar adjacente ao Ribeirão Quilombo)
  • Área do Rio Jaguari (Região Pós-Represa do Salto Grande / chácaras nas proximidades da Colônia Agrícola do Sobrado Velho)
  • Área do Museu Histórico (pesqueiros na confluência dos Rios Atibaia e Jaguari)
  • Área do Assentamento Milton Santos (matas ciliares do Rio Jaguari e Córrego Jacutinga)
  • Área da Ponte do Rio Piracicaba / Rodovia Anhanguera (pesqueiros locais)
  • Área do Rio Piracicaba (pesqueiros na proximidade do Centro de Detenção Provisória de Americana)
  • Área da Represa do Jardim Imperador (Área do Portal dos Nobres)
  • Área da Praia dos Namorados (orla da Represa do Salto Grande)
  • Área do Bairro Mirandola (pastos e matas periféricas)
  • Área da Praia do Zanaga (braço da Represa do Salto Grande entre os Bairros do Zanaga e Vale das Nogueiras)
  • Área da Usina da CPFL (Represa do Salto Grande)
  • Área da Praia Azul (orla da Represa do Salto Grande)
  • Área do Ribeirão Quilombo (toda a extensão)
  • Área Verde do Parque Nova Carioba (mata ciliar do Córrego Bertini)

A Secretaria de Saúde pede aos munícipes para que evitem as áreas de risco, entretanto, caso seja necessária a frequência nestes locais, é importante tomar os seguintes cuidados:

  • Utilizar roupas claras porque facilitam a visualização dos carrapatos;
  • Colocar a barra das calças dentro das meias e calçar botas de cano alto;
  • Examinar o corpo cuidadosamente a cada três horas pelo menos, porque esses carrapatos transmitem a bactéria causadora da Febre Maculosa, depois de algumas horas após a picada na pele;
  • Tenha cuidado ao retirar o carrapato que estiver grudado à pele, fazendo-o mediante uma leve torção;
  • Se em um período de 2 a 14 dias após frequentar estes locais, o indivíduo apresentar febre alta, dores no corpo, dores de cabeça, calafrios e manchas avermelhadas na pele, deverá procurar imediatamente o serviço de saúde e no momento da consulta informar ao médico sobre o contato com carrapatos.