Campinas registra novo caso de chikungunya

0
19
Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Com informações da CBN Campinas
O ano de 2018 começa com uma preocupação para a Secretaria de Saúde de Campinas.

Um caso de Chikungunya na região sudoeste gera ações nesta área da cidade para o combate ao mosquito Aedes Aegypti, o mesmo que transmite a dengue e o Zika Vírus.





Foto: Paulo Whitaker/Reuters



Dengue e Zika tiveram redução no número de casos, enquanto que a Chikungunya apareceu pela primeira vez em 2017.

Foram duas ocorrências, uma no Jardim do Lago e outro no Parque Santa Bárbara.

Pode parecer pouco, mas é ai que está o problema.

Com o novo caso da região sudoeste, a prefeitura realiza ações incisivas já neste início de ano.

A Chikungunya é grave, vem com fortes dores musculares e pode deixar até sequelas.

A taxa de mortalidade é maior que a dengue, chega a ser de 10 a 20 vezes mais.

Diante dos riscos com a Chikungunya a prefeitura reforça que faz os trabalhos para combate, mas a população precisa ajudar eliminando os criadouros do Aedes Aegypti, não deixando água parando, com atenção especial para vasos, pneus e calhas.