Campinas vai ter um centro para tratar menores infratores

0
105
Foto: Folhapress

Com informações de ACidade ON Campinas e Metro Jornal

Foto: Folhapress
Campinas vai ter um Núcleo de Atendimento Integrado (NAI), para otimizar o atendimento aos menores infratores.

Hoje, em média, um promotor recebe em média dois casos de adolescentes infratores com casos graves por dia.

O NAI está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente e, em Campinas, terá uma concentração de serviços para agilizar e otimizar atendimento para o adolescente infrator.

Isso evitaria que ele entre na fase adulta com a prática de crime.

Hoje, o menor infrator é levado na delegacia da Infância e Juventude.

Depois, vai para a Promotoria de Justiça da Infância e Juventude, que realiza a oitiva.

Hoje, não há uma equipe técnica na Promotoria para fazer atendimento psicológico ou uma assistente social para atender o menor infrator.

Segundo ela, por ela passam, em média, dois adolescentes infratores que cometeram crimes graves por dia. O número de meninas é bem menor: cerca de duas por mês.




O NAI de Campinas será diferente por que irá concentrar serviços jurídicos, de promotoria, de assistência social do município, defensoria pública e a OAB em um espaço único. Outras cidades já tiveram o NAI, como São Carlos, mas não com todos os equipamentos juntos.

O prefeito Jonas Donizette afirmou que o juiz diretor da Cidade Judiciária de Campinas, Luiz Antônio Torrano, indicou um terreno para construção do NAI, com 1,6 mil metros quadrados. A prefeitura vai pedir a ordem de serviço para utilizar o terreno, que é estadual, para o governador Geraldo Alckmin.