Caso Vitória: polícia prende casal que participou do assassinato da garota

0
10
Foto: Jomar Bellini/TV TEM

Com informações do G1 Sorocaba
Um casal suspeito de envolvimento no desaparecimento e morte da adolescente Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, foi preso pela Polícia Civil, na casa onde mora, no bairro Três Lagoinhas, em Mairinque, na manhã desta sexta-feira.

A dupla foi levada para a delegacia da cidade, onde deve prestar novos depoimentos.

De acordo com a polícia, os dois já têm histórico criminal: a mulher por roubo e o homem por tráfico de drogas.





Foto: Jomar Bellini/TV TEM



O casal foi apontado pelo servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, que foi indiciado por homicídio doloso na quinta-feira, como responsável por transportar a menina em um carro no dia em que ela saiu para andar de patins e desapareceu em Araçariguama.

O servente de pedreiro, que mora em Mairinque, testemunhou que esteve com a menina e deu seis versões diferentes sobre o caso.

Ele contou à polícia que os quatro viajavam juntos no veículo, até que ele foi deixado em uma rua e o casal seguiu em frente com a menina.

Os policiais envolvidos na investigação tentam identificar a placa de um veículo que aparece nas imagens de uma câmera de segurança próxima ao local do crime e que pode ter transportado Vitória.

Três carros já foram vistoriados e os policiais também analisam mais de 300 horas de gravações de câmeras de três rotas diferentes que levam ao local onde ela foi vista pela última vez andando de patins.

O corpo da adolescente foi encontrado oito dias após o desaparecimento, às margens de uma estrada rural, no bairro Caxambu, ao lado dos patins e vestindo as mesmas roupas que a menina estava quando saiu de casa.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML), divulgado na terça-feira (26), confirmou que a adolescente morreu por asfixia por estrangulamento e que ela tentou se defender antes de ter sido assassinada.