Corpo de faxineira é encontrado carbonizado dentro de carro e marido é preso em Hortolândia

0
2

Com informações do G1 Campinas e Polícia Militar

Um homem de 41 anos foi preso na madrugada deste domingo, em Hortolândia, suspeito de matar e atear fogo carro com o corpo da ex-mulher dentro.

O veículo foi localizado destruído na noite de sábado, na Vila São Pedro, com um corpo no porta-malas.








De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi Adriana Aparecida Bueno, de 43 anos.

No boletim de ocorrência, policiais militares relataram que foram até o endereço de registro do veículo, e localizaram o suspeito com diversos arranhões pelo corpo.

O homem contou que teria se machucado com arame farpado, que estava se separando, mas que vivia ainda com a ex-mulher.

Depois, ele mudou a versão e contou que havia brigado com uma amante, moradora de Sumaré mas não soube informar o nome ou endereço da mesma.

Os policiais militares então informaram ao suspeito que tinham localizado o próprio carro, um Fiat Uno, que não possuía queixa de roubo ou furto, queimado e com o corpo da ex-mulher dentro.




Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, o suspeito “não esboçou qualquer reação de surpresa, demonstrando um comportamento frio e tranquilo”.

A filha do casal, que estava na residência de uma amiga, contou que ao sair de casa, por volta das 19h de sábado, o pai não apresentava nenhum ferimento.

O homem foi preso em flagrante e encaminhado para o Plantão Policial de Hortolândia.

O corpo de Aparecida deve ser enterrado nesta segunda-feira no Cemitério de Sumaré.