Crise no transporte de Limeira: intervenção na Limeirense vai continuar, mas com ônibus a menos

0
63

Com base em relatório preparado pelo interventor do transporte coletivo de Limeira, o advogado Renato Pavanelli, o prefeito Mario Botion decidiu prorrogar a intervenção do serviço de transporte urbano de Limeira por mais 120 dias.

No relatório, o interventor solicitou prorrogação do prazo por 180 dias, mas Botion decidiu diminuir esse prazo e determinou que o procedimento fosse celebrado por mais 120 dias, pois o objetivo não é prolongar a intervenção além do necessário, para a correta prestação do serviço público.








Mas, ao mesmo tempo que essa notícia foi divulgada, a Viação Princesa Tecelã informou que decidiu romper um contrato de locação de ônibus mantido com a Viação Limeirense e com isso 12 veículos que atuam no transporte coletivo – número que corresponde a 9% da frota – correm o risco de serem retirados de circulação e prejudicar o atendimento dos passageiros do transporte coletivo.

A Princesa Tecelã é coligada a Viação Limeirense.

Na avaliação de Pavanelli, esse cenário atenta contra a boa administração da intervenção e a prestação de serviço público de transporte urbano.

O interventor informou que nenhuma atitude, porém, será tomada em prejuízo ao usuário do serviço.

Segundo Pavanelli, qualquer devolução dos veículos se dará após substituição dos ônibus locados.

Os 12 ônibus estão entre os veículos mais novos da frota que opera no transporte coletivo de Limeira.