DJ de Valinhos vendia drogas por WhatsApp e é preso

0
4

Com informações do G1 Campinas

Um DJ de 32 anos que venda drogas sintéticas e cocaína pelo WhatsApp foi preso pela Polícia Civil de Valinhos nesta segunda-feira.

Os investigadores fingiram ser compradores e o prenderam em flagrante.

Na casa do suspeito foi apreendida uma grande quantidade de entorpecente, avaliada em R$ 120 mil.

Segundo a Polícia, as investigações começaram há três semanas, quando receberam uma denúncia anônima.

Logo depois, os investigadores conseguiram o nome e o telefone do DJ, e começaram a entrar em contato fingindo interesse na droga.

Assim, combinaram um encontro em um shopping na região do Parque Prado, em Campinas.

Ao mesmo tempo, e com um mandado de busca e apreensão, policiais foram até a casa dele.

Na residência, em Valinhos, foram encontrados mais de mil comprimidos e porções de drogas sintéticas, como ecstasy e LSD, e cocaína.

Alguns comprimidos de ecstasy, chamados de bala pelos traficantes e usuários, tinham nomes como “Love”, “Prada”, “Gold”, “Supreme” e “YouTube”, entre outros.

O homem disse que começou a traficar há pouco tempo, já que “foi vítima da crise financeira” após o fechamento de um comércio, mesmo período quando começou a atuar como DJ.

Ele foi preso e encaminhado à cadeia anexa ao 2º DP de Campinas.