Febre amarela: Sumaré não é área de risco, mas vacinação continua

0
20

A Secretaria Municipal de Saúde de Sumaré, por meio da Vigilância Epidemiológica, afirma que o município não está na lista de cidades recomendadas pelo Ministério da Saúde para vacinação contra a febre amarela.

A indicação da vacina é apenas para moradores de áreas de mata, mas, neste caso, em 2017, a Prefeitura concluiu 100% de cobertura vacinal em toda a zona rural, onde cerca de 2.840 pessoas receberam a dose da vacina.








Em todo o município, de 2017 para cá, foram mais de 18 mil pessoas vacinadas.

Desta forma, atualmente, a vacinação é realizada apenas para pessoas que vão viajar para áreas com ocorrência da doença e que ainda não tenham sido vacinadas – uma única dose é válida para a vida toda.

“Não há porque se desesperar. Quem procura a vacina sem precisar, acaba prejudicando quem realmente necessita da dose porque vai se deslocar para uma área de risco. Hoje, cinco unidades de saúde aplicam a vacina em Sumaré. Cada uma delas recebe cerca de 100 doses por dia (150 doses no caso do CSII – Centro de Saúde do Centro). Uma vez que a quantidade de doses que recebemos do Estado é limitada, tem de haver esse planejamento para não faltar para quem realmente deve tomar a vacina”, explicou a diretora de Saúde Coletiva de Sumaré, Denise Barja.

A orientação para as pessoas que vão se deslocar para áreas de risco é de não deixarem para se vacinar em cima da hora e, caso tenham comprovante de viagem, devem apresentá-lo nas salas de vacinação.

Sumaré não tem casos de febre amarela.

Para manter os números zerados, a Prefeitura de Sumaré conta com o apoio da população na eliminação de criadouros do Aedes aegypti.

O mosquito, além de transmitir a dengue, zika e chikungunya, também pode ser transmissor da febre amarela urbana.

Em Sumaré, a vacinação é realizada apenas para pessoas que vão viajar para áreas com ocorrência da doença e que ainda não tenham sido vacinadas – uma vez que uma única dose é válida para a vida toda.

Onde tomar a vacina contra a febre amarela em Sumaré?

  • Segundas-feiras: UBS Matão, Rua Emilio Bosco, nº 825, Jardim Lúcia;
  • Terças-feiras: Centro de Saúde II, na Rua Antônio do Vale Mello, 1510, Centro;
  • Quartas-feiras: USF Maria Antonia; Rua Osvaldo Vacari, 685, Jd. Maria Antonia;
  • Quintas-feiras: UBS Denadai, Rua Piracanjuba, 95, Jd. Dall’Orto;
  • Sextas-feiras: PACS Picerno, Rua da Saúde, s/nº, Jd. Picerno.