Greve do Hospital Ouro Verde é suspensa, e atendimentos são retomados

0
3

Com informações do G1 Campinas
Oito dias depois do início da greve para reivindicar salários atrasados e melhores condições de trabalho, os médicos do Hospital Ouro Verde, de Campinas, decidiram suspender a paralisação.

Na sexta-feira profissionais tinham decidido manter o movimento até que o Conselho Regional de Medicina realizasse nova vistoria no Ouro Verde, o que ocorreu no mesmo dia.








De acordo com o Sindimed, a decisão tomada nesta segunda, por unanimidade, ocorreu após o hospital ter sido “reabastecido nos últimos dias.”

“Os médicos saem vitoriosos depois de uma semana greve, pois conseguiram chamar a atenção de toda a sociedade para a gravíssima situação que o hospital se encontrava. O Sindimed, o Ministério Público Estadual, o Ministério Público do Trabalho e o Cremesp se uniram para resolver essa situação mais rápido possível, e deu resultado,” disse Casemiro Reis, presidente do Sindimed.

Com a greve dos médicos, o Hospital Ouro Verde manteve o atendimento de casos de urgência e emergência, de ambulatório para pacientes recém-operados e que estão internados.

Cirurgias eletivas e consultas de especialidades deixaram de ser realizadas, bem como o atendimento de casos de menor gravidade.

Prefeitura e sindicato confirmaram que houve reflexos nos atendimentos dos hospitais Mário Gatti e Celso Pierro, as outras unidades que atendem pelo SUS (Sistema Único de Saúde) na cidade.

De acordo com a Secretaria de Saúde, houve sobrecarga nas unidades durante a semana.