Jovem de 17 anos que seguia trenzinho morre atropelado por carro, que fugiu do local

0
1305
Foto: Luciano Tolentino/EPTV

Os familiares e amigos de Marcos Paulo Vieira da Mata, de 17 anos, prestaram as últimas homenagens ao jovem na tarde deste domingo (16). Ele foi enterrado no cemitério Bom Pastor, no Jardim Zara, em Ribeirão Preto (SP).

O adolescente morreu depois de ter sido atropelado durante a madrugada por um carro enquanto seguia a pé um trenzinho de festa infantil. Segundo os familiares, ele participava de uma festa de aniversário no bairro Maria Casagrande, em Ribeirão Preto.

O trenzinho saiu da festa de aniversário e na rotatória das Avenidas Ettore e Aurora Coraucci com a Jornalista Antonio Carlos Pinho Sant’Anna, no Jardim Alexandre Balbo, um carro da cor escura atropelou Marcos Paulo. Ele morreu no local.

Outras duas crianças, uma de 10 e outra de 11 anos, também foram atropeladas. Elas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e encaminhadas à Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE).

A dona de casa Sabrina Luiza de Lima é amiga da família do garoto e também participava da comemoração. De acordo com Sabrina, o carro que atropelou o jovem estava em alta velocidade e o arremessou para longe.

“Foi tudo muito rápido. O carro surgiu do nada e quando a gente viu, só ouvimos o impacto no corpo dos meninos e a fumaça subiu. Ele jogou o nosso amigo a cinco metros longe do trenzinho. Ele estava em alta velocidade, devia estar a uns 200 por hora”, diz Sabrina.

Segundo o boletim de ocorrência, o motorista fugiu do local sem prestar socorro. O trenzinho também não estava presente e também não foi identificado pela polícia.

Os familiares também não conseguiram identificar o carro. “Não vimos a placa, não vimos nada, só ficou mesmo o para-choque jogado no chão. No meio do caminho ainda quase pegou um motociclista e o piloto até pulou da moto, mas ele também não viu nada”, conta Sabrina.

A família pede justiça. “Menino novo, só 17 anos. Ele tinha sonhos pela frente, tinha projetos. A gente quer justiça por causa disso, não está certo o que aconteceu”, lembra a amiga da família.

A polícia tenta identificar o motorista que causou o atropelamento. Ele deverá responder pelos crimes de homicídio culposo, lesão corporal culposa, fuga do local do acidente e omissão de socorro.

As informações são do G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome