No dia 17 de fevereiro não será mais permitido embarcar com dinheiro nos ônibus de Campinas

0
173

A Prefeitura de Campinas publicou na edição desta segunda-feira do Diário Oficial a data em que será encerrada a comercialização de passagens de ônibus nos próprios veículos – ou seja, o fim do pagamento em dinheiro nos coletivos de Campinas.

O ODC já tinha trazido essa informação no fim de semana.








A ideia original da Prefeitura (e Emdec) era acabar com a comercialização do dinheiro no mês de dezembro, mas, por problemas envolvendo o aplicativo que seria disponibilizado para a compra de passes pelo celular, isso não foi possível.

No Diário Oficial desta segunda-feira a Prefeitura também publicou, finalmente, a autorização para a Transurc comercializar o QR Code, com data retroativa de 16 de setembro.

Veja mais detalhes:

Artigo 2º – A TRANSURC somente poderá comercializar a passagem unitária quando utilizada a tecnologia de QR Code, com o valor da tarifa vigente.
§ 1º – O Tíquete QR Code terá validade de 30 (trinta) dias, contados da data de emissão impressa na passagem, não havendo possibilidade de reembolso pela não utilizaçãoda passagem.
§ 2º – O Tíquete QR Code não dará direito e nem permitirá a realização de integração tarifária temporal.
§ 3º – Não será permitido o cancelamento ou emissão de segunda via da passagem unitária, nem mesmo por perda, furto, roubo, dano causado por mau uso, ou qualquer outra ocorrência.
§ 4º – Será de responsabilidade do usuário o correto manuseio e armazenamento do tíquete.
§ 5º – As reclamações somente serão analisadas e respondidas mediante apresentação do comprovante original, na sede da TRANSURC, situada na Rua Onze de Agosto nº 757.

O código que ficará armazenado no aparelho terá validade de 30 dias, mas com o QR Code a pessoa não terá o direito de fazer a transferência para outro ônibus pagando apenas uma passagem.