Polícia Civil ainda busca por imagens da morte de motorista de aplicativo para esclarecer crime de uma vez

0
99

Com informações do G1 Campinas
A Polícia Civil de Campinas ainda busca por imagens que possam ajudar nas investigações do latrocínio de Amarildo Suffi, de 52 anos.

O homem foi assassinado no último domingo depois de uma corrida.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, José Carlos Fernandes, mais pessoas devem ser ouvidas nos próximos dias, entre testemunhas e outros suspeitos.

O objetivo agora é tentar identificar quem são os “coautores” do latrocínio.

Um dos suspeitos presos na noite desta segunda-feira confessou ter solicitado uma corrida via aplicativo pelo celular da namorada.

Ainda segundo ele, durante o trajeto teria roubado R$ 170. A outra pessoa presa teria fornecido a arma usada no crime.

De acordo com o delegado, a polícia vai solicitar as prisões preventivas após expirar o prazo das temporárias.

O motorista foi encontrado morto em uma calçada da Rua Julio Atlas, no bairro São Judas Tadeu, neste domingo, com um tiro na nuca.

Policiais militares que atenderam a ocorrência informaram à Polícia Civil que moradores da região ouviram disparos por volta de meia-noite do domingo.

O veículo dele foi achado abandonado na Rua Oswaldo Gallerani, no bairro Satélite Íris 3, logo após a localização de Suffi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome