Prefeituras da região agora vão vacinar todos os moradores contra febre amarela

0
29

O Ministério da Saúde determinou que a partir da próxima quarta-feira os municípios de Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Nova Odessa, Cosmópolis, Artur Nogueira e Holambra, que fazem parte do Departamento Regional de Saúde (DRS-VII Campinas), deverão disponibilizar a vacina para toda a população e não mais apenas aos que se deslocam para áreas consideradas de risco.

Em Americana, no próximo sábado (17) também haverá um dia D de vacinação. Ao todo oito unidades (conforme cronograma abaixo) ficarão abertas das 8h às 17h, visando vacinar principalmente as pessoas que apresentam dificuldades em obter a vacina durante a semana por motivos diversos.








A Vigilância Epidemiológica esclarece que cada frasco contém dez doses da vacina e que, uma vez aberto, deve-se utilizar todo o conteúdo.

Nesse caso, se as unidades não contarem com número suficiente de pessoas após as 14h, haverá reagendamento para o dia seguinte, evitando assim o desperdício.

Ainda de acordo com o órgão municipal, os idosos não precisarão mais apresentar carta médica, visto que análises recentes demonstraram que o risco de complicações após a vacina está relacionado às comorbidades (doenças preexistentes) e respostas imunológicas individuais, e não apenas ao fator idade.

A Vigilância Epidemiológica esclarece que não se trata de uma campanha, mas de uma estratégia de ampliação da vacina para toda a população, respeitando as indicações técnicas, pois a vacina não está indicada para crianças menores de nove meses, mães que amamentam bebês de até seis meses, portadores de Imunodeficiência Congênita ou Adquirida, infectados pelo HIV com alteração imunológica, pessoas que estão submetidas à quimioterapia e ou radioterapia, pessoas que fazem uso de corticóide em doses elevadas, gestantes, pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma), pessoas com história de alergia após dose anterior da vacina ou após ingestão de ovo. Usuários que foram submetidos a qualquer tipo de transplante de órgãos e os renais crônicos somente serão vacinados mediante autorização médica.

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Simone Maciel, a ampliação irá possibilitar a cobertura para todos os moradores do município. “Mediante essa determinação o município está se organizando para vacinar toda a população, visto que a vacina é a melhor forma de prevenção contra a doença”, afirmou.