Primeiros detalhes do Android P já são conhecidos

0
16



Com informações do IDGNow
O primeiro preview para desenvolvedores do Android P chegou, e com ele o Google está pronto para mostrar a próxima fase da sua visão mobile.

E as faixas superiores nas telas (também chamadas de “entalhos” ou de “notches”, em inglês) dominam as atenções em um primeiro momento.

Como já era esperado, o Android P terá suporte para “recortes” nas telas para apps Android, permitindo que os desenvolvedores “aproveitem ao máximo as telas mais recentes com conteúdo fullscreen”.

E não é apenas a barra de status e a tela inicial que receberão esse suporte.





O Google vai expandir o suporte para telas com notches em todas as áreas do Android P, incluindo APIs – para que os desenvolvedores possam ser criativos com os seus aplicativos.

Segundo o Google, “o suporte para recortes funciona de maneira simples e direta para apps, com o sistema gerenciando a altura da barra de status para separar o seu conteúdo do recorte. Se você possui conteúdo crítico e imersivo, também é possível usar as novas APIs para verificar o formato do recorte e solicitar um layout de tela inteira ao redor dele”.




Prepare-se para as notches.

Apesar de o primeiro aparelho com a notch tecnicamente ter sido o Essential Phone, a Apple tornou o visual popular com o iPhone X.

Após os anúncios no MWC 2018, em Barcelona, no entanto, vimos que essa será uma tendência para esse e os próximos anos.

E com o Android P, o Google quer garantir que seus usuários terão a melhor experiência possível.

Juntamente com o suporte para as notches, o Google também está deixando o Android pronto para a próxima geração de fotos e vídeos.

A versão P da plataforma traz suporte para HDR VP9 Profile 2, de forma que os desenvolvedores poderão entregar vídeos com HDR habilitado a partir do YouTube, Google Play e outras fontes em aparelhos com suporte para HDR.

Vários aparelhos Android premium já são capazes de receber conteúdos HDR10 e Dolby Vision, incluindo o Samsung Galaxy S9, o LG V30 e o Google Pixel 2, e o Android P apenas irá acelerar a disponibilidade desses conteúdos.