Saiba como tratar linhas de expressão que surgem em mímica facial

0
130

Toda vez que sorrimos, ficamos irritados, franzimos a testa e até quando beijamos, estamos fazendo com que a musculatura trabalhe de maneira mais intensa – principalmente naquelas pessoas que têm uma força de expressão dinâmica acentuada.

“As linhas que surgem só com a dinâmica, ou seja, quando me movimento, são inicialmente pequenas demarcações, que aparecem quando a musculatura começa a exercer o seu papel de franzir a testa, de contrair o músculo entre as sobrancelhas, no ato do beijar (em que a musculatura perioral trabalha de maneira mais intensa), quando gargalhamos (e o músculo da região masseter malar, o risório, já começa a demonstrar todas essas pequenas demarcações). Essa musculatura marca a pele e faz com que essas linhas, rugas — inicialmente dinâmicas e que aparecem só em expressão — se tornem estáticas, aparecendo mesmo em repouso e marcando precocemente esse rosto com sinais de envelhecimento”, afirma a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Mas calma, o tratamento não tem a ver com evitar expressões e se tornar uma pessoa “sem vida”, sem graça.

Ele é mais fácil do que parece.

De acordo com a dermatologista, assim que surgem as primeiras marcas, para ter uma pele bem cuidada, é necessário lembrar da pirâmide de tratamento, cuja base é a hidratação e a fotoproteção. Nessa hidratação, um dos elementos mais importantes é o uso do ácido hialurônico, segundo a médica.

“Hoje nós sabemos que além do ácido hialurônico de alto peso molecular, existe também o ácido hialurônico de baixo peso molecular que pode vir enriquecido com açúcares que segurem água na pele e mantenham então o turgor; esses açúcares podem ser: a ramnose e a fucose. Esse ácido hialurônico pode ser vetorizado com silício para manter a questão da elasticidade e resistência da pele a todos os agressores ambientais”, explica a Dra. Claudia. Essa substância deve ser utilizada conjuntamente com antioxidantes como resveratrol, alistin, vitamina C, arct-alg, vitamina E, o ácido ferúlico e principalmente a fotoproteção. “Mas eu indicaria sobretudo a essa paciente muita hidratação. Dessa forma, a pele não ficará opaca e o paciente não terá a sensação de ‘repuxar’”, explica.

A rotina skincare, para essa paciente, é iniciada com a higienização facial, tanto de manhã quanto de noite, com sabonetes naturais.

“Logo após, fazer uma limpeza com um tônico – se for uma pele mais normal a seca sem álcool e com extratos calmante, se for uma pele mais oleosa, mista ou acneica, possuir substâncias que sejam mais adstringentes. Mas acima de tudo, após o tônico, é hora da hidratação na forma de séruns, de fluidos, de loções sem gordura para peles oleosas; ou se for uma pele mais madura, essa hidratação deve vir na forma de cremes, de leite, de loções com lipídeos e fosfolipídeos, que formem uma segunda barreira de proteção sobre a pele”, indica.

Depois disso, outro ponto importante é a fotoproteção diária de no mínimo FPS 30 para fototipos 3 e 4 (peles mais escuras), e uma fotoproteção de 50 nos fototipos 1 e 2 (peles mais claras).

“Esses filtros solares precisam de uma leitura um pouco mais ampla, ou seja, eu não posso falar apenas de anti-UVA e anti-UVB: eu tenho que começar a pensar no comprimento de onda crítico 415nm da luz azul e no infravermelho; esse filtro solar deve ter substâncias antioxidantes que façam a recuperação e o reparo do dano inflamatório causado pelo sol”, afirma.

À noite, a médica indica para essa paciente altas concentrações de vitamina C (de 20 a 30%) combinadas com palmitato retinol de vitamina A, vitamina E e conjuntamente também com hidratantes em loções ricas em fosfolipídios para evitar a perda transepidermal de água.

Por fim, a dermatologista lembra pesquisas que indicam: 80% do envelhecimento é relacionado ao estilo de vida e o resto tem a ver com a genética.

E nesse caso, é necessário ter hábitos saudáveis.

“Dormir de sete a oito horas por noite, seguir dieta magra rica em proteína, muita água para se manter hidratado de dentro para fora e, como muitas vezes percebemos dificuldades do organismo de algumas pessoas em absorver todos os nutrientes que consomem, suplementos com silício, peptídeos, aminoácidos, e biotina são fundamentais e devem ser orientados por um dermatologista”, finaliza a médica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome