Saúde | Dietas que restringem consumo de leite e seus derivados podem ser prejudiciais

0
30

A Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição recomenda a ingestão de leite desde a infância até a fase adulta, incluindo os idosos. E alerta que a exclusão destes produtos deve ser feita apenas com diagnóstico clínico, mediante recomendação médica.

Não existe uma regra rígida para a quantidade de consumo de lácteos. Médicos e especialistas indicam que um adulto deveria consumir por dia 500 ml de leite; crianças entre 400 ml a 750 ml; grávidas e adolescentes no máximo 750 ml, e idosos até 600 ml. Os níveis recomendados também podem ser alcançados ingerindo três porções de leite por dia, misturados a cereais ou ainda na forma de iogurtes ou queijos.

Conhecido por popularizar a informação médica no Brasil, o oncologista Dráuzio Varella é um ferrenho defensor do consumo de leite e derivados como parte de uma dieta saudável. “O leite possui alto valor nutricional graças aos sais minerais, vitaminas e, especificamente, o cálcio, que é um componente essencial da dieta e necessário para um esqueleto ósseo robusto”, recomenda.

Atenta às necessidades nutricionais dos consumidores, a Lacticínios Tirol oferece uma linha completa de leite e derivados, além de produtos desenvolvidos especialmente para pessoas que precisam de um tipo apropriado de lácteos, como os intolerantes à lactose.

“Nossa prioridade é oferecer alimentos que contenham todos os nutrientes necessários para uma alimentação saudável e saborosa em todas as etapas da vida”, sublinha Liandro Mai, gerente de Pesquisa & Desenvolvimento da Tirol.

A empresa conta com um mix de aproximadamente 200 itens, entre as linhas de leites em pó, iogurtes, bebidas lácteas, achocolatados, leites fermentados, manteigas, natas, requeijões, doces de leite, cremes de leite, leites condensados e queijos. Mais em www.tirol.com.br

As informações são de responsabilidade da Dino

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome