Valinhos confirma primeiro caso de febre maculosa

0
60

A Prefeitura de Valinhos está adotando uma série de medidas depois da confirmação do primeiro caso de febre maculosa na cidade, na última sexta-feira.

Um menino de 9 anos, morador do bairro Monte Verde, que teria contraído a doença durante uma visita ao CLT (Centro de Lazer do Trabalhador), se recuperou da doença e passa bem.

Os relatos da família indicam que ele foi picado por um carrapato-estrela, que transmite a febre maculosa, e apresentou os sintomas da doença no dia 16 de junho.

No dia 21, foi internado na Santa Casa de Valinhos, onde foi tratado e teve alta no dia 26 de junho.

O principal hospedeiro do carrapato-estrela é a capivara, que é um animal silvestre que circula livremente pelas zonas urbanas em todo o Brasil, protegido pelas leis ambientais.

Dessa forma, os municípios encontram dificuldade em controlar esse tipo de problema, já que ele pode estar presente em qualquer área onde haja circulação de capivaras.

Para tentar minimizar os riscos de novos casos, a Prefeitura tem adotado uma série de medidas com objetivo de conscientizar as pessoas a evitar as zonas de maior risco.

Uma das ações foi ampliar para 20 o número de placas de orientação e indicação da presença de carrapato-estrela no CLT.

Foi feita também uma solicitação à Sucen (Superintendência e Controle de Endemias) para realização de nova pesquisa acarológica para verificar a incidência, os tipos de carrapatos e a presença da bactéria Rickttsia rickettsii, que transmite a febre maculosa por meio da picada do carrapato.

A Prefeitura aguarda uma resposta sobre o levantamento.

Além disso, o parque foi totalmente limpo, com o corte da grama, poda de árvores e corte de mato, o que ajuda a evitar a proliferação do carrapato, mais comum no período de seca.

A grama rente ao solo dificulta a proliferação dos carrapatos, pois os mesmos são sensíveis à radiação solar.

Para fortalecer essa cobertura, equipes da Divisão de Controle de Zoonoses estão realizando ainda novos monitoramentos no parque desde a última na terça-feira para verificar as condições do local e toda a sinalização.

Na manhã desta quinta-feira, uma equipe de agentes de controle de endemias fará uma panfletagem no local para distribuir material que ajude na conscientização dos usuários do parque sobre os riscos da doença e as formas de prevenção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome