Voltam a faltar carteiras de trabalho em Sumaré; “culpa” é o MTE

0
63

Um velho fantasma parece assombrar quem está ingressando no mercado de trabalho: a dificuldade para emitir carteira de trabalho.

Ela é obrigatória para quem está arrumando um emprego.

E, em Sumaré, a falta da carteira começou a incomodar os moradores.

Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, a “culpa” é do Ministério do Trabalho e Emprego, do Governo Federal.

O MTE reduziu a quantidade de Carteiras de Trabalho enviadas a Sumaré, assim como vem acontecendo em outros municípios da região e do Estado.

Neste mês, o “É Pra Já” recebeu apenas 20 carteiras, quantidade emitida geralmente em um único dia para a população

E isso em um momento que Sumaré registra mais empregos que demissões.

De janeiro a junho de 2018, segundo últimos dados disponibilizados pelo Caged (Cadastro Nacional dos Desempregados), do MTE, o número de contratações foi 3% maior que o de demissões, com um saldo positivo de 680 vagas.

“A Prefeitura de Sumaré reforça que está reivindicando frequentemente junto ao Governo Federal a regularização do problema”, afirma a administração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome